DIRIGISMO EMPRESARIAL NA CULTURA.

Carlos Henrique Machado Freitas     24 de Setembro de 2012 16:38

Um dos principais dogmas que os gestores corporativos trazem debaixo do braço e na ponta da língua é o “dirigismo estatal”.
O Brasil nunca viu tanto investimento público em cultura e um resultado tão pífio em termos de produção cultural. Há razões para esse estado letárgico. As patuscadas dos agentes das grandes corporações, sem a menor responsabilidade em produzir algo fora do taitbitati do marketing cultural, não só banaliza com suas lantejoulas o ambiente da cultura, como profana o conceito de liberdade de expressão. Estamos diante de um impasse, de um julgamento carregado de vertigens. Os pensionistas das leis de incentivo brindam a sociedade com essa pasmaceira mental e fazem o que lhes dá na veneta. O pastiche é o resultado, a politicagem que aleija a alma da cultura é a regra. E os poderes discricionários das grandes corporações parece não preocupar os partidos e nem os chamados movimentos culturais. “O dirigismo estatal”, tão temido pelo ideal supremo do neoliberalismo cultural, é uma das mais mistificadoras regras de um movimento artificializado pelos grandes interesses do capital plantados na mídia para classificar o Estado e, com isso, manter sob o seu domínio o mapa da arrecadação dos recursos públicos da cultura. Está na hora de a sociedade debater isso de forma civilizada e integral para encontrar um sentido pragmático que de fato dê a ela, sobretudo às classes menos favorecidas, o direito de debater essa questão que grita urgentemente por uma solução cidadã.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s