Apoiadores G.R.I.T.A!

Este é o espaço onde você pode deixar sua opinião sobre as reivindicações do G.R.I.T.A. Com nome completo, e-mail e profissão para que fique claro o seu registro.
***************************************************************************************************
Segue abaixo algumas pessoas diretamente ligadas ao nosso projeto que credibilizam e alavancam esse G.R.I.T.A.
Emir Sader
Maurice Capovilla
João Bosco
Tim Rescala
Leoni
Cristina Saraiva
Jards Macalé
Ivan Lins
Allan Denis Garcia
Vitor Martins
João das Neves
Marcelo Caldi
Aquiles Rique Reis
Eric Nepomuceno
Agenor de Oliveira
Ana Terra
Renato Rocha
Mu Carvalho
Zeh Gustavo
Augusto Buonicore
Carlos Andrade
Dudu Falcão
Julio Dain
Carlos Mills
Felipe Radicetti
Leo Jaime
João Gurgel
Marina Lutfi
Manfredo Caldas
Ze Renato
Alain Magalhães
Alexandre Caldi
Adriana Lutfi
Glauce Guima
Daniel Campelo
Juliana Caymmi
Mauro Aguiar
Marfiza de França
Sandra Brown
Dado Vila-Lobos
Sebastião Nunes
Fernanda Abreu
***************************************************************************************************
***************************************************************************************************

PARA VOCÊ QUE APOIA ESSA GRITA. DEIXE SEU REGISTRO E SEU COMENTARIO LOGO ABAIXO( Nesta página)

122 respostas em “Apoiadores G.R.I.T.A!

    • Meus prezados,
      O autor é a base de todo o processo logo o seu reconhecimento é imprescindível pois sem a base nada pode se sustentar.
      Como bem disse nosso síndico Sérgio Augusto, temos que fazer uma corrente no sentido de que toda a cadeia produtiva de uma vez por todas faça constar os nomes do autor e acima de tudo o reconhecimento financeiro pois é do conhecimento de todos que o direito autoral gera riquezas e que se distribuída de forma justa todos são contemplados e acabamos com a hipocrisia de CPI`S que resultam em nada e denigre a imagem das instituições que cuidam dos nossos interesses.
      Outro aspecto no meu sentir a ser discutido é a redução de entidades bem como para estar a frente dos nossos interesses seja pessoas do nosso meio pois o que vemos hoje é que quem nos representa não tem nada a ver com a música.
      Esse é o meu pensar e contem comigo para o que for necessário!!
      Marccodyzio Pinheiro

    • CONTINUA O BLÁ, BLÁ, BLÁ e, o P O V O, top, top, top.

      Por trás da agenda positiva, Congresso vai contra a voz das Ruas.
      Sem alarde, Câmara e Senado articulam propostas que contrariam demandas das manifestações no País

      Em meio às respostas claramente destinadas às manifestações que ganharam as ruas nas últimas semanas, o Congresso tem discutido e votado, sem alarde, uma série de propostas que vão de encontro aos interesses manifestados nos protestos. A lista de propostas debatidas nos corredores da Câmara e no Senado inclui desde questões como a revisão das regras eleitorais até a alteração da Lei da Ficha Limpa, passando pelo debate sobre o voto secreto de parlamentares e a criação de um marco regulatório na internet brasileira.
      Deputado tenta ressuscitar PEC 37 que limita atuação do Ministério Público
      Senado aprova proposta que proíbe escolher parentes para suplência
      Somente nos últimos dias, a apreciação de várias propostas evidenciou a ação dos parlamentares. Na noite desta quarta-feira, por exemplo, as atenções voltavam-se para as negociações na Câmara em torno do projeto sobre a destinação dos royalties no petróleo, sob risco de os parlamentares alterarem o texto e reduzirem a fatia desses recursos destinada à educação.
      Nesta semana, deputados enterraram a proposta de um plebiscito para a reforma política, apesar das manifestações contra a corrupção do sistema político-eleitoral. A ideia, capitaneada pela presidente Dilma Rousseff, não sobreviveu nem duas semanas. Já no Senado, uma das decisões que jogou contra a demanda popular foi a de derrubar a proposta de emenda à Constituição que pretendia acabar com o cargo de segundo suplente. Nesta quarta-feira (10), no entanto, os senadores voltaram atrás e aprovação a redução no número de suplentes.
      Câmara rejeita texto do Senado, mas adia votação sobre destinação dos royalties. Não foi atingido o quórum de 257 votos necessários para validar parte sobre recursos do Fundo Social do pré-sal Após rejeitar praticamente todo o texto do Senado, a Câmara dos Deputados adiou na noite desta quarta-feira (10) a votação do projeto de lei que trata da distribuição dos royalties do petróleo para educação e para a saúde.
      Senado volta atrás e aprova escolha de parentes para suplência
      Com a obstrução da maior parte dos partidos, não foi atingido o quórum de 257 votos necessários para validar destaque que trata dos recursos do Fundo Social do pré-sal. O texto do Senado propõe que 50% dos rendimentos desse fundo sejam direcionados a essas áreas. Este trecho deve ser avaliado na próxima sessão. Se rejeitado, prevalece o texto da Câmara, que determina o uso de 50% do capital total e não apenas dos rendimentos.
      Os deputados derrubaram o texto que veio do Senado após rejeitarem requerimento do líder do PMDB, deputado Eduardo Cunha (RJ), que previa a votação ponto por ponto da versão aprovada pelos senadores. Com isso, puderam entrar na análise do texto aprovado na própria Câmara há duas semanas. A versão da Câmara prevê o repasse de 75% dos recursos dos royaltiespara a educação pública e 25% para a saúde.

      Artigo considerado o mais polêmico e que motivou protestos de diversas categorias teve 9 pontos vetados
      A presidente Dilma Rousseff sancionou nesta quinta-feira (11), com vetos, a lei que disciplina o exercício da medicina no País.

    • Estou dentro! sou cantora, atriz e professora a arte e cultura é a arma que se tem contra um sistema falido de repressão que atinge todos os setores da sociedade. O NOSSO GRITO PODE ACORDAR UM PAÍS!
      Leila da Silva dos Santos
      Leila Del Porto (nome artístico)
      Paulistana, 49 anos
      leiladelporto@gmail.com

    • Será que os moradores dessa terra querem mesmo se desvencilhar do título de colônia?
      Vamos avaliar as opções..

      Gostamos de falar de descobrimento..enquanto países com melhor qualidade de vida comemoram apenas independência…Eles gostam de ser tratados como nativos…lembram até que seu território foi tratado como prisão ou local de destino para os que precisavam ser envergonhado pela coroa portuguesa..
      Então partindo desse princípio pensamos…
      Há Brasileiros que admitem cotas para os iguais mas não para os transformar outros em iguais..Ex..mulheres de deputados exigem bolsa passagem, condenando os míseros R$ 75,00 por filhos nas escolas …os enterrados da europa receberam terras para plantar… apesar da secretaria de Educação do RJ exigir média 5 para passar de série escolas federais e de primeira linha exigem que o aluno tenha média 6 para acesso a matrícula … ver Edital coluni. UFF Rj Niterói 1° ano… e. vejo não questão da água ou da luz..onde falta e todos pág iguais..como em imposto feldo há os pobres revoltados que não querem pagar por isso a UPP …igual nas colónias…soldados faziam a cobrança… e o serviço oferecido a população sempre foi o pior … apesar de manter as regalias do congresso… judiciário e executivo…mas ruas asfaltadas só no papel… quem foi punido….outro fato interessante venha visitar um bairro que teve um título de qualidade de vida em que os.. .visitantes não podem nadar na praia devido a poluição por coliformes fecais…coco mesmo… não há banheiros obrigando os pobres a não se aproximar da praia… tomar banho como?… isso com o aval dos governantes…pobres de um lado. elite de outro…
      Mantém mais referência de como o Brasil é. de fato uma colônia… Feldo… preconceituosos …

  1. Pingback: Criamos um e-mail G.R.I.T.A. | gritabr

  2. Achei sensacional sua proposta.
    Mais do que na hora nos unirmos em prol dessa mudança já tardia.
    Um grande abraço e parabéns pela grande iniciativa, conte comigo!

    Alessandra Maia Belfort de Aguiar
    (Musicista, compositora e empresária)

  3. “A ARTE ENCANTA O CORAÇÃO, FLORESCE A IMAGINAÇÃO E TRANSCENDE A ALMA”…ESTAMOS RESISTINDO HÁ MUITO TEMPO, PORTANTO, VAMOS CONTINUAR NA LUTA COM O G.R.I.T.A…
    ABRAÇO FRATERNO!
    NÉLIO TORRES // wwwneliotorres.com.br

  4. Queremos continuar a “desesconder” o Brasil, reconhecendo e reverenciando a cultura de um povo capaz de assumir sua história e construir no presente, o futuro desejado.
    Professora, letrista, produtora cultural

  5. Sérgio Ricardo !
    Vida longa ao projeto e novos e eficazes horizontes aos criadores artísticos deste país!
    Contem com meu pleno apoio !!
    Abraços!

    Plinio Campos (compositor e produtor musical)

  6. Apoiadíssimo!

    Que esse movimento mobilize, reúna e fortaleça a classe artística. E que efetivamente as mangas sejam arregaçadas, mãos mergulhem na massa e que as mudanças aconteçam. Não deixemos que o discurso seja mais forte que a atitude. Ação! Contem comigo!

    Priscilla Reis – Produtora Executiva

  7. Excelente iniciativa por parte deste grande musico e pensador, Sergio Ricardo. Viva Sergio Ricardo! Viva GRITA!
    GRITA Brasil! GRITA Brasileiros!..
    ClauduArte Sa, musico, produtor musical

  8. Luciana Silva de Souza, dona de casa.
    A cultura utilizada como meio de alienação,abastecendo uma minoria gananciosa realmente não me interessa.
    A cultura do povo para o povo cura,portanto, gritemos todos!!!!!

    • Calma querido. Estamos começando do nada e sem infraestrutura para gerenciarmos a confecção do Blog. Seus nomes estão registrados como centenas de adesões para serem relacionados mais visivelmente, em poucos dias. Os que aparecem na lista foram os que aderiram por e-mail, antes do blog entrar no ar. Nossa prioridade, até solucionar a infra, é dar vasão às discussões sobre os textos postados, constituindo-se num forum improvisado com base nos comentários que vocês enviam, assim como na conquista de novas adesões. Siquer temos ainda uma secretária para nos ajudar, nem verba para salários. Somos Leoni, eu e Alan, deante de um computador para começar, e a mobilização de todos, que de forma surpreendente está revelando que nem todos estão adormecidos. Obrigado por nos alertar e peço que compeenda. Abraço. Sergio Ricardo.

      • Sergio Ricardo, nao sou musicista; estou ligada `a musica apenas por amor a ela. Se estou aqui e’ por respeito a voces todos que alegram nossas vidas com sons maravilhosos. Apoio este movimento porque nao aceito a forma como o artista brasileiro e’ tratado e porque creio que e’ hora de tentar unir-se e reivindicar o que lhes foi roubado ao longo de anos.
        Perdoe se, nao pertencendo ao meio artistico, venho aqui me pronunciar. Apoio o G.R.I.T.A e, se puder contribuir, aqui estou para GRITAR junto com voces.

  9. Deixo registrado aqui meu total apoio ao G.R.I.T.A
    Vamos unir nossas forças e talentos em prol da Cultura, Liberdade de Expressão.

    Poetisa,Escritora, Compositora, Analista de Sistemas e Processos.

    Integrante do Clube Caiubi de Compositores.

    Grande abraço

    Helena Cristina Buarque

  10. Para o grande Sérgio Ricardo e demais artistas que aderiram ao GRITA, meu abraço e adesão incondicional.

    Felipe Cerquize
    ………………………………………..

    “Ana, Ana, a ONU
    está me dando sono
    Acorda, olha o dono
    O dono do sono
    O dono do abandono
    O dono do esporte clube das nações
    O dono do ar que respiro
    RESPIRO PRA TE AMAR”

  11. Como músico, ator, diretor, roteirista e, infelizmente analista de sistemas para poder me sustentar, eu vejo que mudanças são inevitáveis, principalmente no que diz respeito aos direitos autorais. Mas na arte, como disse a Ministra do Supremo, quem é músico, é músico… E analisando por este lado, quem é ator, é ator… Quem é poeta, é poeta… Outro dia ouvi o Rolando Boldrin declamar por 9 minutos um poema escrito por alguém que só tinha a escola primária… Fantástico, diga-se de passagem… Novos tempos… Para ser um programador de computadores, você não precisa ter formação na área… Esse é o novo caminho em muitas profissões, exceto as ligadas à algumas áreas como a medicina, direito, engenharia, entre outras… Mas para o resto, preparem-se… Não há como impedir esta revolução…

  12. Cumprimos com os nossos deveres,venho esclarecer que hoje vivo em Portugal e também sou inscrita na Sociedade Portuguesa de Autores,mais sou brasileira, me preocupo com meu país e tento no meu humilde conhecimento colaborar com todos aqueles que se preocupam e tentam de alguma maneira apoiar os nossos direitos,nanefadel@gmail.com/n​anefadelp2@hotmail.com-cantora
    ​ e compositora,algumas de minhas canções:Brasil Português-http://youtu.be/J6XFymZ_izI,Meu Divã-http://youtu.be/nMueQEObefY,Blues do Quintal-http://youtu.be/5ig6JZIalkg,Valores do Brasil-http://youtu.be/u-aQTX8Wzmo,tu/94-http://youtu.be/p_rBmhmByrY,Vaidades Desmedidas-http://youtu.be/80wVM1d22VA,Bailando Sem Preconceito-http://youtu.be/7k6qVFNFq_4,Rosto Qualquer-http://youtu.be/YDH_b7hNPGM.

  13. Quer matar a criação, quer tolher o artista, quer a vitória da mediocridade? Simples, crie a burocracia! Crie leis e regras que beneficiem os burocratas e os caça níqueis… Pronto, está feito o estrago! Esse é um câncer que vem corroendo há anos o organismo dos que vivem e amam a arte. Melodias agonizam sufocadas por não verem céu para voar, cantos se perdem por falta de palcos, de espaços, de encontros espontâneos, de trocas de sentimentos e histórias… Queremos estar juntos, mas onde, mas como? Como sonhar e se aconchegar aos nossos pares, quando panelas e vaidades são agraciadas em detrimento da criatividade, espontaneidade e trabalho? Quem é apto a julgar a criação? Para mim só o coração, afinal a arte nasce livre, sem amarras ou preconceitos… Não precisa de reis ou rainhas, de ídolos ou coroas, ela é e sempre há de ser livre nas diferenças para pousar plena no gosto de cada um!

    Cayê Milfont (músico sempre!)

  14. Apoio a arte sobetudo! Arte é vida, do jeito em que for manifestada!

    Maria Fernanda Poggi
    Tradutora Interprete
    Lima, Peru

  15. O meu total apoio ao G.R.I.T.A!!!!!!!

    Unir as vozes num G.r.i.t.a é gestar a arte para novos tempos!
    *************************************/\o/\O//\o/\8/\O//***************************************************
    Cristal Ribeiro

  16. Sérgio, estou contigo desde sempre. Nesse vazio de ideias em que vivemos, onde todos temos opiniões sobre tudo, pois hoje no mundo virtual temos a presunção de saber de tudo com tantas informações no ponteiro do mouse, imaginamos enganosamente que opiniões sejam ideias capazes de mobilizar e mais adiante criar um pensamento. Por isso confio que a “ideia” deste GRITA possa gerar ideias, a partir das inquietações de todos que trabalham com Arte neste país. Escrevi Arte e não cultura de propósito. As coisas têm nomes e devem ser tratadas pelos respectivos nomes. Mas deixa eu relaxar e deixar esses temas para depois, agora estou apenas chegando pra te dar o abraço fraterno e dizer que fecho contigo.

  17. Grande Sérgio, é uma honra e felicidade pra mim estar aqui, como artista e cidadão brasileiro, como fã de sua grande arte e de sua luta. Luta esta que é de todos nós, para que possamos mostrar a força da alma brasileira, essa luz que dissipa as trevas, maquiadas, dos abutres, de plantão, a voz afinada, direta e precisa desintegrando a mordaça cruel dos “senhores do sapato flutuante”. Estamos juntos, sempre, nessa estrada. Todo meu respeito, agradecimentos, amor, força e apoio ao G.R.I.T.A.

  18. Sergio Ricardo
    Isso só podia partir de uma pessoa como você. Que bom!
    Gritemos juntos em tão alto e bom som, até que nos transformemos em um
    Monumental ACORDE!!!!!!!!!!!

  19. A desculpa da falta de nomes atrasa queda de Ana de Hollanda do MinC

    Há certos momentos que preferia ter minha opinião vencida do que me deparar com a crueza dos fatos: não há quadros no grupo atual do Governo para compor o MinC. Isso já se sabe. Até por que cultura nunca foi prioridade dentro do PT. De certa maneira era para o Lula devido a óbvia presença de intelectuais e artistas na geração primária do PT. Mas Mario Pedrosa por exemplo está esquecido pelo fato de que o trotiskismo não tem aceitação dentro do partido como as linhagens que estão no Governo. Dilma Rousseff não encontrou alguém ainda na sua região geográfica preferida. É a história de um partido que nega a sua própria história. Sepultar o legado de Mario Pedrosa e não reverberar em décadas o único autor brasileiro que se ocupou sistematicamente com o papel da política partidária e que sobretudo atuou elaborando políticas públicas de arte e cultura é assinar o atestado anticultura. Outra coisa é a revivificação do mito da Ditadura como parâmetro de ocupação dos ministérios. Outro absurdo, provavelmente a devolutiva da presidenta para com seus fiéis seguidores de geração, seus companheiros. Mas a verdade é uma só. Dilma está perdendo o bonde da história. O PT pode não possuir gente para ocupar o MinC mas o PCdoB e o PSB possuem. Celio Turino e Carlos Siqueira, por exemplo. Outro perfil outsider, mas válido dentro do contexto atual seria de Eduardo Gianetti da Fonseca. Falo isto porque ninguém é capaz de cogitar um nome da sociedade civil que possa não ser ligado a partidos. Mais uma vez: cultura continua não sendo prioridade neste Governo e nem no próprio PT. Basta ver que os PTistas antigovernistas, as alas mais jovens protestam sobre muitas coisas mas sobre cultura não falam. É isso ou não? Ou querem nos dizer que entre 200.000.000 de brasileiros não há ninguém com capacidade para assumir o MinC? Isso é um insulto a inteligência e mais um “olé” na falta de mobilização dos seguimentos de arte e cultura no Brasil. Em suma, Dilma Rousseff não quer substituir a sua ministra e no alto escalão de seus conselheiros todos estão longe de saber o que é cultura e muito menos de por em pauta a urgente necessidade que o Brasil tem de tratar cultura como ação estratégica de desenvolvimento.

  20. Meu nome é Túlio Villaça, sou editor do blog Sobre a Canção, de análise musical.
    Excelente iniciativa esta. Além dos parabéns, cumpre comentar rapidamente, a iniciativa do ECAD de cobrar direito autoral dos blogs, mesmo sem fins lucrativos, que repliquem vídeos do YouTube e Vimeo, absurdo dos absurdos.Fazem uma cobrança sem qualquer fundamentação, com um valor genérico, sem nenhuma auferição de visitação no blog ou cliques nos vídeos (o que nem é possível para eles, diga-se de passagem). Além disso, cobram em dobro, já que YouTube e Vimeo já pagam direitos pelos mesmo vídeos. E como se não bastasse, fazem a cobrança por email, sem CPF de ninguém, nada. É o que se chama vulgarmente de “jogar um verde”. Se alguém for otário de pagar, ótimo, eles embolsam. Se não, não tem nem como cobrar. É coisa de vigarista, de uma picaretagem sem precedentes. Apenas mais um motivo para a (ou o) GRITA se fazer ouvir bem alto. Abraços.

    •   MÚSICOS E ARTISTAS  apresentam projeto da Casa do Músico A ministra  da Cultura Martha Suplicy recebeu os músicos do Rio de Janeiro Juntos com o Dep. Federal e Ex-Ministro Edson Santos. Um dia para ficar na História do Músico e da Música Brasileira.

         

          Teo  Lima-Presidente.   CASA DO  MÚSICO

  21. Todo o apoio ao GRITA! O ECAD precisa ser fiscalizado pelo Ministério da Cultura e pela Controladoria-Geral da União (CGU), pois recolhe valores altos com o argumento de que é para proteger os titulares das obras.

    “Para o ECAD, apenas obras musicais de titulares filiados às associações é que serão identificados e receberão os devidos direito autorais.” Esta informação foi retirada do site: “http://www.abramus.org.br/atendimento/300/perguntas-frequentes/#35″, porém na prática, os inúmeros escritórios do ECAD espalhados pelo Brasil identificam as obras que nem sempre estão afiliadas a uma de suas associações (ABRAMUS, AMAR, ASSIM, SBACEM, SICAM, SOCINPRO, UBC, ABRAC, SADEMBRA) e então, cobram altos valores dos responsáveis por eventos, espetáculos, casas noturnas, shows, blogs, websites, etc., por estarem utilizando música publicamente.

    “Qualquer pessoa física ou jurídica que se utilize de música publicamente deve solicitar a autorização prévia ao ECAD, visto que essas músicas pertencem aos seus criadores, e somente seus compositores e demais titulares é que podem liberar a utilização.”

    Mas será que é verificado antes da cobrança se as músicas executadas estão regularmente registradas em uma das associações do ECAD? Um exemplo de cobrança indevida foi divulgado no Youtube (ECAD Cobra Do Próprio Autor Para Tocar Sua Música, http://www.youtube.com/watch?v=1ocNXGD7bx8).

    Obtive uma informação diretamente do ECAD que tenho que pagar determinadas UDAs (unidade de valor, criada pelo ECAD), se eu quiser ajudar a divulgar músicas de determinadas bandas independentes em meu blog. Questionei o fato de que essas bandas argumentaram que não possuem obras musicais cadastradas nas associações acima mencionadas, porém, segundo funcionários do ECAD, posso ser surpreendida com a fiscalização a qualquer momento, ou seja, tenho que pagar um valor em torno de R$ 637,44 por mês.

    Como é dividido o valor arrecadado?
    • ECAD – 17%
    • ASSOCIAÇÕES – 7,5%
    • TITULARES – 75,5%

    O ECAD fiscaliza e faz a cobrança, mas as associações que compõem o ECAD não repassam aos autores das obras, se estas não estiverem cadastradas em uma dessas associações. Com a alegação de que é para beneficiar o autor da obra, mesmo se esta não estiver cadastrada, por que há o recolhimento, se o autor nunca vai receber seus direitos? Neste caso, 100% do valor arrecado fica para o ECAD? Não vejo razão do ECAD declarar que representa seus titulares, pois parece que se aproveita da Lei que regulamenta os direitos autorais para faturar.

  22. Muitos bares e estabelecimentos de Belo Horizonte e Minas Gerais estão burlando a legislação referente ao couver artístico e folha de pagamentos do artista profissional ou professor artista. Precisamos nos unir e exigir a garantia dos direitos do profissional, desburocratizar as licenças e alvarás para música ao vivo e propor uma fiscalização eficiente pelo poder público, assim como estimular os artistas a conhecerem seus direitos e denunciar a exploração.

    Convido a todos a postar denúncias de bares e estabelecimentos de dança, artes, música e afins que não cumprirem a lei. O artista que recebe menos de 50% do valor do seu trabalho se enquadra no conceito de “exploração do trabalho”. Isto tem sido muito comum em escolas de dança e estabelecimentos noturnos cujos promotores e casa chegam a embolsar 70% do couver artístico. Por le,i o professor artista que receber menos de 50% do seu trabalho, O couver artístico é 100% do artista, pela lei. Caso contrário, devem ser feitos contratos entre o estabelecimento e o artista estabelecendo o valor do cachê artístico. Os artistas devem ter o cuidado de fazer contratos por escrito e cumprir horários e responsabilidades também.

  23. Quero GRITAR junto com voces.
    Quero ver o artista brasileiro ser respeitado.
    Quero ve-los soltar a voz para GRITAR por seus direitos.
    Quero, junto com voces, GRITAR por uma nova sociedade na qual volte a valer a pena viver.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s